Policial

VÍDEO: preso, comparsa entregou colega que assassinou policial em Campo Grande

Os dois bandidos têm várias passagens por tráfico, roubo, furto e até sequestro

Quando foi preso nesta quinta-feira (20) depois de assassinar o policial civil Joel Benites da Silva, de 53 anos, em uma tentativa de assalto quando chegava na casa da filha, na região sudoeste de Campo Grande, Matheus Fernandes Araújo, 21, acusou o comparsa de ter desferido os tiros contra Joel.

Matheus estava dentro do camburão da polícia quando foi perguntado a ele o seu nome, e quem teria atirado contra o policial civil. O bandido respondeu sobre a sua identidade e culpou Carlos Batista Lima, de 28 anos pelos disparos feitos que mataram o policial.

No vídeo ele diz, “o guri que estava armado, senhor” Matheus afirma que quem atirou contra Joel teria sido Carlos. O policial foi baleado em uma tentativa de assalto, quando chegava na casa da filha, em Campo Grande. Os dois foram presos logo em seguida ao assassinato e estão em uma cela da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

Joel que era do GOI (Grupo de Operações e Investigações) e estava há 30 anos na corporação.

PassagensMatheus tem passagem por tráfico, associação ao tráfico, receptação culposa e violência doméstica. Já Carlos por roubo qualificado, sequestro, roubo majorado, evasão de local de custódia, furto qualificado e injúria.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios