Policial

(VÍDEO): Homem é imobilizado com arma de choque em praia do RJ por não usar máscara

Um homem de 25 anos foi preso no fim da tarde de sábado, dia 18, na Praia de Copacabana , na Zona Sul, durante a fiscalização sanitária de guardas municipais do Grupamento Especial de Praia e Marítimo (GPM). De acordo com a corporação, os agentes abordaram o homem, que estava sem máscara e acompanhado de três mulheres, durante patrulhamento na areia. Ao ser orientado a colocar o equipamento de proteção, ele não acatou a ordem e, ainda, se negou a fornecer o documento de identidado para ser notificado e xingou os agentes.

Ainda de acordo com a Guarda Municipal, o homem reagiu e precisou ser contido e imobilizado com a pistola de eletrochoque após ser comunicado que teria de ser conduzido à delegacia.

Nas imagens que circulam pelas redes sociais, o rapaz, inicialmente, resiste à condução dos guardas municipais para a delegacia e alega ”não estar fazendo nada”, com as mãos para cima. Quando um dos agentes o segura pelo pescoço, mesmo parado, ele pede: ”Solta o meu pescoço, meu pescoço não”. Por não ser liberado, o homem se agita e escapa da imobilização dos guardas municipais, correndo para longe.

Poucos segundos depois, entretanto, ele cai na areia após o disparo da arma de eletrochoque. Enquanto ele grita um xingamento direcionado a um dos agentes, outra arma de choque é disparada. Ainda caído na areia, ele é algemado e encaminhado para a viatura. Do calçadão, alguns transeuntes gritam ”covardia” e ”para quê isso?” para os agentes.

Depois de ser controlado pela equipe da GPM, o homem foi encaminhado para a UPA de Copacabana para a retirada dos dardos. A ocorrência foi registrada na 12ª DP (Copacabana) como desacato, desobediência e resistência. Até a última sexta-feira, dia 17, a Guarda Municipal registrou 2.233 infrações sanitárias, sendo 1.532 pela falta do uso de máscara, que é obrigatório na cidade.

Com informações: Último segundo

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios