Policial

REGIÃO: Ação da Polícia Civil e PRF liberta Professor da UFMS após sequestro e roubo

Inicialmente o caso foi registrado como pessoa desaparecida na tarde desta quarta-feira (3) em Chapadão do Sul, cidade distante 332 km de Três Lagoas. O relato informava que Ricardo Gava, Engenheiro Agrônomo e professor do campus da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) estava desaparecido desde que saiu de sua casa com destino ao campus.

Imediatamente a Polícia Civil da cidade entrou em ação, após suspeita de sequestro e roubo, visto que as imagens mostraram o Professor sendo levado em sua caminhonete Hilux Preta.

Os policiais emitiram comunicado para as forças de segurança da região, sendo que algumas horas depois, Policiais Rodoviários Federais localizaram o veículo roubado nas proximidades de Água Clara. O condutor confessou que havia aceitado o serviço e receberia R$ 3.000,00 para levar o veículo até Ponta Porã.

No aparelho celular do autuado foram encontradas imagens feitas pelo mesmo dirigindo a 190 km/h, enquanto levava a caminhonete ao destino. Durante os procedimentos na Delegacia, os demais autores ligavam incessantemente para o autuado, provavelmente buscando saber onde se encontrava.

Já pela manhã desta quinta-feira (04), a vítima foi liberada ilesa, após os criminosos perceberem que a ação tinha sido frustrada pela ação das forças policiais. Com a troca de informações entre as Delegacias de Água Clara e Chapadão do Sul, foi confirmada a autoria de outro suspeito, que foi rapidamente localizado pela Polícia de Chapadão, sendo realizada a prisão em flagrante também do segundo autor.

Após aproximadamente 16 (dezesseis) horas de cárcere, o episódio teve final feliz, com prisão de dois suspeitos, recuperação do veículo e liberação da vítima ilesa.

Os presos responderão pelo crime de Roubo majorado pela restrição da liberdade da vítima, previsto no art. 157, §2º, V do CP, podendo chegar a até 15 (quinze) anos de reclusão.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios