Policial

ESTADO: Obreiro de igreja é condenado por estuprar menina de 7 anos

Imagem ilustrativa

Foi condenado a 9 anos e 4 meses de prisão um funileiro de 33 anos, que atuava como obreiro de igreja, por estupro de vulnerável. Na época dos crimes, ocorridos em 2016, ele teria estuprado uma menina de 7 anos que frequentava a casa para brincar com os filhos dele.

Segundo apurado pelo Midiamax, a denúncia contra o réu é datada de outubro de 2018. Conforme o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), tanto o homem quanto a esposa eram obreiros de uma igreja.

Ainda nos autos do processo consta que ele era morador no Jardim Monte Alegre em Campo Grande e uma das meninas que frequentava a igreja, nas proximidades, levava a irmã mais nova de 7 anos. Além disso, também costumava deixar a menina na casa dos obreiros, para que ela brincasse com os filhos deles.

A partir daí, foi descoberto que o réu se aproveitava dos momentos em que a menina estava na casa dele para cometer os estupros. Segundo a denúncia, os crimes aconteceram entre janeiro e dezembro de 2016 e a menina foi estuprada pelo obreiro diversas vezes.

Os fatos também foram confirmados pela vítima e então o MPMS entendeu que havia indícios suficientes de autoria e materialidade do crime. Assim, após o trâmite do processo, o réu foi condenado aos mais de 9 anos de reclusão, a serem cumpridos em regime fechado. No entanto, ainda pode apelar da sentença em liberdade.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios