Região

ESTADO: Médico nega ter se esfregado em paciente e diz que era celular no bolso

Adolescente disse que médico a mandou ficar de bruços na maca, quando começou a se esfregar na menina

Durante seu depoimento, o médico de 33 anos preso nesta quinta-feira (2) em Campo Grande, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Santa Mônica, depois de se esfregar em uma paciente de 15 anos, negou os fatos afirmando que estava com um celular no bolso.

O médico passa por audiência de custódia nesta sexta-feira (3) quando deve ser determinada a sua liberdade ou a prisão. Ele está ocupando uma cela da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). O profissional negou o abuso e disse que estava com o celular e as chaves no bolso, e que não estava se esfregando na garota.

A menina em depoimento contou que já havia ido até a unidade de saúde por duas vezes para consulta, e que tinha sido atendida por duas médicas, sendo que nessa vez o médico a atendeu. Ele teria mandado a garota tirar o moletom, que foi recusado pela adolescente já que ela não estava com outra blusa por baixo.

Ainda segundo o relato dela, o médico a mandou virar de bruços na maca e neste momento passou a se esfregar nela. Quando ela deitou de barriga para cima, ele continuou com o abuso, momento em que a menina saiu da sala chorando.

A adolescente estava com a avó na unidade de saúde, mas a mulher não teria entrado na sala para acompanhar o atendimento, “Estou muito triste, abalada com tudo isso. Um médico fazer isso”, disse.

Com informações: Midiamax

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios