Brasil

Bolsonaro vai oficializar o General Eduardo Pazuello no cargo de ministro da Saúde

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, será empossado nesta semana como membro titular da pasta que comanda há três meses e meio, desde a demissão do oncologista Nelson Teich. 

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Ministério da Saúde. Não há definição sobre a data da cerimônia, que é organizada pelo cerimonial do Palácio do Planalto.

Pazuello é general da ativa do Exército e foi nomeado primeiramente como secretário-executivo de Teich no fim de abril. Depois da saída do médico, motivada por divergências envolvendo protocolos de uso da cloroquina, Pazuello assumiu a pasta da Saúde no auge da pandemia no Brasil.

Em 20 de maio, o presidente Jair Bolsonaro elogiou a atuação do general e afirmou que Pazuello ficaria “por muito tempo” à frente do Ministério.

Pazuello é carioca e se formou, como Bolsonaro, na Academia Militar das Agulhas Negras. Concluiu o curso em 1984, como oficial de intendência. No Exército, ele comandou o 20° Batalhão Logístico Paraquedista e dirigiu o Depósito Central de Munição, ambos no Rio. Como general, comandou a 12ª Região Militar, em Manaus.

Não tem qualquer formação na área de saúde e é considerado um especialista em logística. Ele realizou o curso de Comando e Estado-Maior no Exército, o curso de política e estratégia aeroespaciais, na Força Aérea Brasileira (FAB), e exerceu como general a assessoria de Planejamento, Programação e Controle Orçamentário do Comando Logístico do Exército.

Foi também comandante da Base de Apoio Logístico do Exército e da coordenação logística das Tropas do Exército Brasileiro empregadas nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos no Rio de Janeiro, em 2016.

Com informações: Gauchazh

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios