Policial

REGIÃO: Personal trainer morta por casal de vizinhos levou mais de 30 facadas

A personal trainer Andressa Serantoni, de 28 anos, morta a facadas em uma briga com vizinhos, foi golpeada mais de 30 vezes pelo casal, segundo informações obtidas pela TV TEM. O crime foi registrado na tarde de quarta-feira (12), no bairro Vila Anchieta, em São José do Rio Preto (SP), cidade distante 302 km de Três Lagoas.

Joel Fernandes Santos e Sidileide Normanha da Paixão Santos foram presos em flagrante. Os dois passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão convertida em preventiva.

Segundo o relato de uma das testemunhas que presenciou o crime, Sidileide tinha o costume de filmar as pessoas que passavam pela rua, o que gerava incômodo entre a vizinhança. No dia do assassinato, Andressa foi até a casa da mãe para alimentar seu cachorro de estimação.

Ao ver que estava sendo filmada, a jovem foi até a mulher reclamar. Em certo momento, a criminosa segurou a vítima pelo braço e disse para o marido, que acompanhava a discussão: “vai lá, pega lá para a gente resolver”. Joel foi até o carro, pegou duas facas, entregou uma para a mulher e os dois começaram a atacar a vítima ao mesmo tempo.

Os golpes se concentraram na região do pescoço e tórax. Contudo, também foram identificadas lesões de defesa nas mãos e nos braços da vítima. Andressa não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo dela foi velado e enterrado no cemitério Jardim da Paz, em Rio Preto.

Crime – Após cometer o crime, o casal se escondeu dentro de casa. Os policiais precisaram pular o muro para localizar os assassinos.“Foi necessário que arrombássemos a porta e começássemos a negociação para que eles pudessem sair. Depois de algum tempo conversando, eles saíram, se apresentaram e fizemos a busca pessoal, e a prisão dos autores”, afirma o comandante do pelotão do 9º Batalhão de Ações Especiais da Polícia (BAEP), Felipe Guimarães Juvino.Joel e Sidileide saíram do imóvel acompanhados pelos quatro filhos, com idades entre 4 e 12 anos, e foram presos em flagrante. O G1 tenta localizar os advogados do casal.“Nós perguntamos a eles o motivo, mas não quiseram falar. Apenas disseram que era uma briga entre vizinhos”, informou o comandante.

Revoltados com o crime, moradores depredaram o carro do casal.

Prisão – Joel e Sidileide foram levados à delegacia e autuados por homicídio qualificado por motivo fútil. Eles passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão convertida em preventiva.

O homem foi levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto. A mulher permanece à disposição da Justiça na cadeia feminina de Nhandeara (SP). Os filhos do casal foram levados ao Conselho Tutelar e encaminhados para um abrigo do município.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios