DestaquePolicial

BRASIL: Pelo telefone, ex-marido negociou morte de gerente da Caixa Econômica

Uma interceptação telefônica, obtida no âmbito de operação que investiga o tráfico de drogas na região de Curitiba, aponta o ex-marido como principal suspeito pela morte de Tatiana Lorenzetti, de 40 anos, gerente da Caixa Econômica que foi assassinada a tiros no começo da tarde de segunda-feira (28/12).

Na transcrição, que foi juntada ao inquérito policial, é possível identificar uma negociação financeira para que o crime fosse cometido. Na troca de mensagens, o suspeito chega até mesmo a apontar o horário que a ex sairia de casa para o trabalho.

Para o Ministério Público do Paraná (MP-PR), a conversa interceptada entre o ex-marido e o intermediador do crime demonstra a “clara intenção” de matar Tatiana para obter a guarda da filha e se tornar controlador de uma possível indenização que a menor é beneficiária, decorrente de seguro de vida.

Segundo a Polícia Civil, duas pessoas foram presas nesta terça-feira (29) suspeitas de envolvimento no crime. O autor do disparo morreu após o crime em confronto com a Polícia Militar.

Inicialmente, o caso foi tratado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Ainda na segunda-feira (28), porém, o caso foi repassado à Delegacia da Mulher, que investiga um suposto crime de feminicídio.

Com informações: Portaldoviolanews

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios