DestaquePolicial

Foragido há 1 ano, assassino de ator fez documento no PR e diz que nasceu em MS

Foragido desde junho do ano passado após matar ator Rafael Miguel e os pais em São Paulo, o empresário Paulo Cupertino Matias deixou vestígio no Paraná: um documento de identidade com novo nome, filiação e informando que nasceu em cidade de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o Portal G1, o assassino usa o nome falso de ‘Manoel Machado da Silva’ como um disfarce para se esconder. A Polícia Civil paranaense descobriu a fraude na segunda-feira (26) e alertou a polícia paulista, que investiga o homicídio e tenta prender o empresário.

Em vídeo divulgado pela Polícia Civil do Paraná, o diretor do IIPR (Instituto de Identificação do Paraná), delegado Marcus Vinicius Michelotto, afirma que o documento foi cancelado.

“Imediatamente nós cancelamos esse RG. Fizemos consulta ao cartório de Rio Brilhante, em Mato Grosso do Sul, que constatou também que esse documento utilizado para realização do RG, ou seja, a certidão de nascimento em nome de Manoel Machado da Silva era falso”.

Conforme o diretor, os institutos de identificação no Brasil não são interligados. “Se Paulo Cupertino já tivesse um RG no Estado do Paraná, ele não teria conseguido fazer um novo RG em nome de Manoel Machado da Silva porque o nosso banco de dados confrontaria essas digitais e acusaria a duplicidade. E também pela foto, no confronto facial”.

A carteira de identidade foi feita em Jataizinho, no interior do Paraná. A fraude foi descoberta com pesquisa no banco de dados, a pedido da polícia de São Paulo.

Rafael Miguel e os pais dele foram assassinados a tiros no dia 9 de junho de 2019. A família foi surpreendida por Cupertino ao chegar à casa da namorada do ator, filha do comerciante. O pai da jovem não aceitava o relacionamento.

Com informações: Campograndenews

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios