Policial

ESTADO: Mulher confessa que matou homem e indica o local onde o corpo foi enterrado

Uma mulher de 44 anos se apresentou nesta terça-feira (24) na Delegacia de Polícia Civil em São Gabriel do Oeste, região norte de Mato Grosso do Sul e confessou que matou Marcos Antônio Rosa Borges, de 54 anos, que estava desaparecido desde o último sábado (21)..

Segundo o delegado Carlos Delano, a mulher era considerada uma das suspeitas, inclusive já havia um pedido de prisão protocolado contra ela.

Ainda de acordo com o delegado, a mulher procurou a polícia confessando ser a autora do assassinato e ainda indicou onde estava o corpo.

Conforme o G1 MS, a Polícia Militar foi ate o local e de fato constatou o cadáver, o que tudo indica que seja o corpo dele.

CASO – A massagista que confessou ter matado a facadas o chargista Marcos Antônio Rosa Borges, disse à polícia que contou com a ajuda de um conhecido, que é motorista de aplicativo, para desovar o corpo da vítima
em terreno de uma casa abandonada na rua Nova Europa, no bairro Jardim Corcovado em Campo Grande.

Segundo informações, após se encontrarem na casa da autora, eles tiveram uma discussão na qual a massagista desferiu tapas no rosto da vítima. A briga continuou calorosa, momento no qual a mulher teria empurrado o cartunista de uma escada. Aproveitando a desorientação da vítima após a queda, a suposta namorada foi até a cozinha, pegou uma faca e passou a desferir golpes contra Marcos.

Depois de certificar a morte do homem, ela foi até um bar na esquina de sua casa, onde ficou por alguns momentos. Ao retornar para a residência, ela iniciou o processo de esquartejamento do corpo, separando-o em três partes. Com os restos mortais prontos para a desova, ela chamou um conhecido, que é motorista de aplicativo, para levar o cadáver até a casa onde foi abandonado.

Ainda de acordo com o depoimento da mulher, o amigo não sabia sobre o conteúdo das malas, mas que havia ajudado a colocar e retirar do porta-malas.

Algumas horas depois, ao retornar ao local onde planejava enterrar o copo, o grande movimento de pessoas na vizinhança a fez mudar de ideia. Neste momento, decidiu atear fogo nos restos mortais, o que, segundo apurado deixou um rastro de cinzas no quintal da casa abandonada.

Depois da tentativa mal sucedida de se livrar do corpo, a mulher fugiu para a casa dos filhos em São Gabriel do Oeste.

Com informações: Gazetamorena / G1

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios