BrasilDestaque

Guarda humilhado por desembargador pede R$ 114 mil a título de danos morais

O guarda civil municipal humilhado pelo desembargador Eduardo Siqueira, em Santos, entrou com ação judicial pedindo R$ 114 mil de indenização por danos morais.

O agente de segurança Cícero Hilário, 36 anos, foi chamado de “analfabeto” após multar Siqueira por não utilizar máscara para conter a propagação do coronavírus. Além de ofender o profissional, o desembargador tentou dar “carteirada” e rasgou a multa.

Siqueira divulgou nota cinco dias após o episódio, na qual pediu desculpas. Pontuou ainda que o trabalho do guarda foi “irrepreensível”. O desembargador virou alvo de processo administrativo disciplinar no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e acabou afastado do cargo. As informações são do G1.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios