ESTADO: Professora é afastada suspeita de estuprar criança de 4 anos

Professora de uma Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) de Campo Grande foi afastada das atividades após ser denunciada por estupro dentro da unidade escolar.

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) abriu sindicância para apurar os fatos, que também segue sob investigação da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

A denúncia descreve que o crime ocorreu no dia 10 de agosto em uma unidade localizada no Bairro Coronel Antonino. No entanto, a criança relatou os fatos para a mãe dias depois, ao sentir dores nas partes íntimas durante o banho. A vítima passou por exame de corpo de delito, que confirmou lesões nas partes íntimas.

Segundo apurado pela reportagem do Campo Grande News, após os abusos a professora fez ameaças, dizendo que a jogaria em uma piscina sem boia.

Ao ouvir o relato da filha, a mãe procurou a escola mas foi orientada a seguir direto para a Secretaria Municipal de Educação, o que foi feito.  Com o registro do boletim de ocorrência, a Semed afastou a professora até o fim das investigações e também abriu sindicância para apurar os fatos administrativamente.

Procurada pela reportagem, a pasta informou que já foi instaurado o processo de sindicância administrativa para averiguação dos fatos. No texto, enviado no início da noite desta terça-feira (29), a Semed disse que tomará medidas cabíveis e necessárias de acordo com o andamento do processo e aguardará a tramitação do mesmo.

“O processo foi instaurado tão logo a Secretaria tomou ciência da denuncia dos fatos suscitados. Estamos à disposição para contribuir com a investigação e não compactuamos com qualquer tipo de situação que cause danos aos alunos”, finaliza o comunicado.

Receba Informações na Palma da Sua Mão