TRÊS LAGOAS: Comitê da dengue apresenta os indicadores do Município e ações de combate promovidas pela Prefeitura

A reunião mensal do Comitê de Mobilização e Combate ao Aedes aegypti aconteceu nesta terça-feira (1º), na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SSPM), com a apresentação dos dados dos indicadores do Município referente à dengue no mês de julho.

O Comitê é realizado pela Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através dos setores de Entomologia, Endemias, Promoção da Saúde, Vigilância Epidemiológica (VIGEP) e Vigilância Ambiental.

Estiveram presentes na reunião, representando a Prefeitura além dos setores da SMS, Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA) por meio do Aeroporto Regional Plínio Alarcon, gabinete do vereador Cassiano Maia, Centro Juvenil Salesiano, Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/SENAT), 2º Batalhão de Polícia Militar (2ºBPM) e 6ª Cia / Batalhão de Polícia Militar Ambiental.

O setor de Endemias apresentou as informações dos trabalhos realizados, de prevenção à dengue como as visitas domiciliares, nos bueiros, recolhimento de pneus entre outros.

A Vigilância Epidemiológica trouxe o panorama dos casos da doença do Boletim da Dengue e a execução do Mapa de Calor da Dengue, produzido em parceria com docentes e alunos do curso de geografia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Já o setor de Entomologia discursou a respeito do projeto desenvolvido em parceria com o Governo Federal e Estadual das armadilhas ovitrampas para o Aedes aegypti, outro método para contribuir na luta contra o mosquito.

A Promoção da Saúde exibiu um histórico da dengue no Brasil, desde o surgimento do mosquito e todas as fases e evolução do Aedes.

PANORAMA TRÊS LAGOAS

O Município contabiliza até o momento 8.861 casos notificados de Dengue, 4.559 confirmados que representam 51,5% e 06 óbitos. Os números de registro da doença seguem caindo a cada mês, as residências continuam sendo o principal local de foco de dengue, seguido por comércio e terrenos.

Os números se mantiveram neste mês, em relação a Chikungunya, com confirmou 09 casos confirmados e 03 de Zika, sem nenhum óbito contabilizado.

Receba Informações na Palma da Sua Mão