BrasilDestaquePolicial

Força Nacional vai reforçar buscas por Lázaro Barbosa em Cocalzinho de Goiás

Policiais da força devem chegar em breve ao local de buscas. O suspeito foge há nove dias por matas e rios da região.

A Força Nacional vai reforçar buscas por Lázaro Barbosa em Cocalzinho de Goiás, a partir desta quinta-feira (17), segundo o secretário de Segurança Pública do estado, Rodney Miranda. Composta por policiais militares, civis, bombeiros militares e peritos dos estados e do Distrito Federal a, força atua na preservação da ordem pública, segurança das pessoas e patrimônio, além de calamidades.

“Recebemos de ontem para hoje [17] duas informações e estamos delimitando a área. Duas pessoas avistaram ele e as informações são muito boas. A Polícia Federal está aqui desde ontem a noite. O ministro Anderson Torres me ligou oferecendo 20 policiais da Força Nacional, que estão chegando para ajudar”, explicou Rodney Miranda.

Em relação as estratégias de buscas adotadas até este momento, o secretário disse que nada vai mudar. “Estamos chegando cada dia mais perto e vamos persistir”, pontuou.

A polícia usa drones que detectam calor para tentar encontrar Lázaro, principalmente durante a noite. Cães, drones e helicópteros também ajudam na na busca. Trinta e quatro propriedades rurais em Goiás estão ocupadas pelas forças de segurança para evitar ação do homem.

Em um encontro, na terça-feira (15), entre Lázaro e policiais, houve confronto e dois militares foram atingidos de raspão. Eles foram levados conscientes para hospitais de Goiás. Um já recebeu alta.

Buscas – A força-tarefa com mais de 200 policiais iniciou buscas em nova área, pela manhã, a procura do suspeito, de 32 anos, que teria cometido uma chacina em Ceilândia, no DF. Lázaro foge da polícia há nove dias por dentro de rios e matas da região.

Três helicópteros sobrevoam a região em busca do suspeito, que está fugindo da polícia há nove dias. Equipes especializadas das polícias Civil e Militar também estão por terra a procura de Lázaro.

A área onde ocorre a operação está dentro do perímetro de 10km delimitada pela polícia. A região abrange Cocalzinho de Goiás e os distritos de Edilândia e Girassol.

Não é possível delimitar o quanto dessa área já foi vasculhada, segundo a polícia, pois as equipes se espalham por vários pontos e retornam a locais já patrulhados caso haja novas suspeitas do foragido.

Com informações: G1

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios