BrasilDestaque

Assista: Pastor Valdemiro ataca Lula

O pastor Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial, postou ontem um vídeo no qual faz duros ataques ao ex-presidente Lula. Valdemiro se ofendeu após o ex-presidente, na última quarta (10), discursar e culpar igrejas por boa parte das contaminações por Covid 19.

Em vídeo de mais de cinco minutos, o evangélico chegou a ofender Lula várias vezes e até citou o câncer que o ex-presidente precisou se tratar em 2011.

“Muitas mortes poderiam ser evitadas. O papel das igrejas é ajudar, não é vender grão de feijão ou fazer culto cheio de pessoas sem máscaras dizendo que tem o remédio para curar”, afirmou Lula em seu discurso.

Valdemiro contra-atacou com agressividade.

Em seu vídeo, acusou Lula de ser “desonesto” e de ter desviado “bilhões”. Disse ainda que o petista “é oposição a Deus”, e “desprovido de inteligência. “Prova que eu vendi semente. Mostra a nota fiscal”, bradou.

Afirmou ainda que Lula ligou para ele chorando, em 2011, quando estava com câncer na laringe.

“Eu orei pelo senhor no telefone. O senhor pensa que não me lembro disso? (…) A sua arte é enganar (…) O senhor nunca teve princípios. Pensou que eu ia ficar calado? Eu nunca vendi feijão.”.

Valdemiro não foi o único evangélico a atacar Lula. O pastor Silas Malafaia também desferiu duras palavras contra o ex-presidente, após o discurso.

A semente (ou o feijão) – Em maio, como o UOL publicou, Valdemiro postou vídeo no YouTube no qual fala do suposto benefício de uma planta contra Covid19 e pede o “propósito de R$ 1 mil” por ela.

O religioso acabou sendo investigado pelo Ministério Público Federal, que ajuizou ação civil pública pedindo que ele pague indenização de R$ 300 mil por divulgação de falsa cura da doença.

Outro lado – A coluna enviou mensagem à assessoria de Lula, pedindo que o petista comentasse as declarações de Valdemiro. Até o momento ninguém respondeu. Se e quando isso ocorrer, a resposta de Lula ou de seus assessores será incluída neste texto.

Com informações: UOL

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios