Região

Mato Grosso do Sul terá toque de recolher diferenciado conforme risco de contágio da Covid-19

A partir desta quinta-feira (11), Mato Grosso do Sul passa a ter dois horários de toque de recolher, conforme a situação epidemiológica de cada município.

Estará proibida a circulação de pessoas – salvo em razão de trabalho, emergência médica ou urgência inadiável – das 22h às 5h, para os municípios classificados pelo Prosseguir com bandeiras vermelha e cinza; e das 23h às 5h, para os classificados com bandeiras verde, amarela e laranja.

Na prática, os 49 municípios que estão com melhor desempenho no enfrentamento da pandemia irão usufruir de uma hora a menos de toque de recolher. Entre esses municípios estão os cinco na faixa amarela – Coxim, Paraíso das Águas, Rochedo, Jaraguari e Ribas do Rio Pardo – e os 44 na faixa laranja, como Campo Grande, Dourados e Três Lagoas.

Os outros 30 – incluindo Coronel Sapucaia, com bandeira cinza, e 29 com bandeira vermelha – permanecem com toque de recolher às 22 horas. A determinação consta no Decreto 15.604, que foi assinado pelo governador Reinaldo Azambuja e pelo secretário Geraldo Resende (Saúde), e será publicado no Diário Oficial.

Conforme o documento, a restrição valerá por 15 dias, a partir da publicação. É possível verificar o status de cada município por meio do site da Secretaria de Estado de Saúde (www.saude.ms.gov.br), na opção Prosseguir.

Vale lembrar que, além do toque de recolher, continuam proibidas atividades que possam acarretar aglomeração de pessoas em espaços públicos e privados de uso coletivo durante os dias 12 a 17 de fevereiro.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios