Três Lagoas

Comitê segue determinação do Estado e toque de recolher passa das 22h para às 23h em Três Lagoas

Integrantes do Comitê de Enfrentamento a COVID-19 de Três Lagoas se reuniram, na tarde desta quinta-feira (11) em Três Lagoas, para discutir assuntos ligados à Pandemia. Entre eles, o decreto do governador do Estado de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, com determinações quanto ao horário do toque de  recolher no estado.

TOQUE DE RECOLHER – Para evitar a proliferação do coronavírus, foi publicado no Diário Oficial do Estado, decreto Nº 15.604 que aborda a ampliação, de forma gradual, do toque de recolher nos municípios do Estado, de acordo com a classificação de riscos aferida segundo critérios do Programa de Saúde e Segurança da Economia (PROSSEGUIR).

Segundo o decreto, o toque de recolher para a circulação de pessoas nos municípios classificados com as bandeiras nas cores verde, amarela e laranja como é o caso de Três Lagoas (laranja) passará a ser das 23h às 5 horas da manhã.

Sendo assim os integrantes decidiram seguir a determinação que valerá pelo prazo de 15 dias, a partir da publicação do Decreto (dia 09 de fevereiro), ficando vedada salvo em razão de trabalho, emergência médica ou urgência inadiável.

ESCOLAS E DECRETOS – Representantes de pais e escolas marcaram presença na reunião desta quinta-feira para dialogarem sobre o retorno das aulas no Município.

A presidente do Comitê, Angelina Zuque, junto com o diretor de Vigilância Sanitária Cristovam Bazan; mais a secretária de Saúde do Município, Elaine Furio e demais integrantes, ouviram e acataram os argumentos que deverá ser publicado em decreto na próxima semana.

“Nos solidarizamos com as necessidades dos pais neste momento e entendemos que podemos rever alguns pontos do decreto para que seja possível o retorno das aulas com coerência e prudência”, disse Angelina.

Nos próximos dias o comitê ficou de analisar ainda o que se encontra fechado, bem como os decretos vigentes para ser discutido em uma próxima reunião.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios