DestaqueTrês Lagoas

Para evitar lockdown e em caráter de urgência, Guerreiro solicita que Governo do Estado mantenha Três Lagoas na posição de Bandeira Vermelha

O prefeito Angelo Guerreiro encaminhou em caráter de urgência um ofício ao Secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, para apresentar considerações e justificativa técnica para manter Três Lagoas na situação de Bandeira Vermelha, conforme apontamento do PROSSEGUIR.

Pelo novo decreto estadual nº 15.693, publicado nesta quinta-feira (10), os municípios que atingiram mais de 90% de leitos de UTI e internação COVID-19 terão restrições mais severas, como toque de recolher às 20h, comércio não essencial fechado e proibição de venda de bebidas alcoólicas (lei seca).

No documento, Guerreiro argumenta que Três Lagoas ultrapassou os 100% de ocupação de leitos, devido o Município ser referência e atender a demanda da macrorregião, atendendo à demandas de mais de 10 municípios, o que reflete em 50% das internações.

Outro ponto que o prefeito destaca é sobre a classe comerciante, que vem sendo afetada desde o início da pandemia e, comércio noturno, refletindo diretamente na geração de empregos e economia local. No ofício, Guerreiro diz que “é uma dicotomia que deve ser enfrentada e sopesada para encontrar uma equação que equilibre as necessidades de cada uma das variáveis com o menor impacto possível, pois sem saúde não há falar em produção de bens, sem produção não há renda, sem renda não há receita para o Estado manter os serviços públicos”.

Ele defende que decretar o fechamento de empresas às vésperas de um feriado em que as vendas são aquecidas (Dia 12 – dia dos Namorados) seria injusto para o empresário que vem se preparando para a data e vê nestas vendas a oportunidade de equilibrar suas finanças.

Por fim, o prefeito pede a Resende que avalie com urgência as considerações, já que o decreto estadual abre alternativa para os municípios apresentarem justificativas técnicas, evitando maior desgaste e desespero aos trabalhadores dos setores atingidos pelas novas medidas. Caso haja negativa para a reclassificação da Bandeira, Guerreiro sugere ao Secretário o adiamento da classificação Bandeira Cinza para o dia 15.

Importante ressaltar que, enquanto o ofício não tiver resposta da SES, estarão valendo as determinações do decreto nº 15.693 do Governo do Estado.

Leia o ofício OF 162 2021 Baixar

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios