DestaqueMundo

MS deve comprar 700 mil doses de vacinas contra coronavírus para grupos prioritários

Ainda sem previsão de data, Mato Grosso do Sul pode ser um dos estados a adquirir as doses de vacina contra coronavírus, oferecida pelo Estado de São Paulo. O Governo de MS informou, na tarde desta terça-feira (8), que mesmo sem esperar uma “paternidade” da vacina, deve adquirir o montante de 700 mil doses para imunizar o grupo prioritário.

Em nota, o Governo do Estado explicou que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) participou de uma reunião virtual com o ministro Eduardo Pazuello, e só irá imunizar a população assim que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizar e aprovar a segurança da vacina.

Embora o apoio do estado de São Paulo, MS pretende ter um ‘plano B’, ressaltando que mesmo sem verbas do Ministério da Saúde, deve comprar as doses com recursos próprios, mas ainda assim, com plano de vacinação organizada pelo ministério.

“Vamos fazer todo esforço para trazer a vacina, não importa de onde venha, essa questão de paternidade aí, se vem da China, é bem-vinda em MS e nós queremos disponibilizar. Temos recursos disponíveis para comprar, o governo está reservando. Já conversei com São Paulo, com o João Dória (PSDB) e a equipe do Butantan da possibilidade”, disse.

A primeira remessa de vacina será disponibilizada para idosos acima de 70 anos, índios e profissionais da saúde e educação do Estado.

Com início da distribuição para 25 de janeiro, durante a reunião, Pazuello afirmou que as dosagens devem terminar a serem distribuídas até o fim de fevereiro, caso seja aprovada pela União, que já firmou acordo com as pesquisas de Osford, AstraZeneca para receber 160 milhões de doses e 42 milhões da Coronavac.

Com informações: Midiamax

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios