DestaqueRegião

MS receberá R$ 1,3 milhão para estruturar salas de vacinação da Covid-19

Mato Grosso do Sul receberá R$ 1.343.500,00 do Ministério da Saúde para estruturação da Rede de Frio do Programa Nacional de Imunizações, para o enfrentamento à pandemia do coronavírus.

Portaria que institui o incentivo financeiro foi publicada nesta segunda-feira (7) no Diário Oficial da União.

Acompanhe as últimas notícias – Conforme a publicação, o recurso é em caráter excepcional e temporário, devido à emergência em saúde pública decorrente da pandemia.

Do montante destinado ao Estado, R$ 1.259.500,00 serão para fortalecer o Programa Nacional de Imunizações, para promover resposta qualificada e efetiva ao serviço de imunização nacional para o enfrentamento à Covid-19.

Valor deve ser utilizado para a compra de câmaras refrigeradas e computadores, para equipar salas de vacina em municípios com mais de 100 mil habitantes.

Em Mato Grosso do Sul, apenas Dourados, Três Lagoas e Corumbá tem entre 100 mil a 300 mil habitantes e terão duas salas de vacina cada, com uma câmara refrigerada e um computador.

Campo Grande se enquadra na categoria acima de 400 mil habitantes e recurso será para seis salas de vacinação, com um conjunto de equipamentos cada.  

Os outros R$ 84 mil serão destinados à Vigilância de Sentinela Gripal (SG), para aprimoramento da detecção, análise e avaliação de síndromes respiratórias agudas, objetivando a prevenção, além do coronavírus, da Influenza e demais vírus respiratórios.

Valor será repassado em parcela única e, para chegar ao montante destinado a cada estado, foi considerado o planejamento realizado junto aos Programas Estaduais de Imunizações e Vigilância Sentinela de Síndrome Gripal (SG).

Cada estado receberá o repasse em conformidade com a necessidade de estruturação para o preparo ao enfrentamento do novo coronavírus.

Vacinação em MS – De acordo com a secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Crhistinne Maymone, o Estado tem hoje 597 salas de imunização e todas estão aptas a receber os medicamentos e iniciar as aplicações de uma futura vacina contra a Covid-19.

Na semana passada, secretária-adjunta se reuniu com o setor de imunização da pasta para tratar sobre o assunto e afirmou que lhe foi garantido que a logística no Estado está pronta para receber as doses, quando este tiver aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Se hoje fosse liberada alguma vacina pela Anvisa e adquirida pelo Ministério da Saúde, nós teríamos plenas condições de startar um processo de imunização nas nossas 597 salas de vacinação no Estado e estamos vendo a possibilidade de ampliação para mais 43”, declarou na última quinta-feira (3).

Com informações: Correio do Estado

RESERVE SEU BOLÃO SEM SAIR DE CASA. LIGUE PARA (67) 9 9988-1885 (WHATSAPP)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios