DestaquePolicial

ESTADO: Neta de 6 anos encontrou corpos após taxista assassinar a esposa e se matar

Os corpos de Brasineide de Oliveira Pereira, de 49 anos, e Azenor Gutierres Pereira, de 53, foram encontrados pela própria neta, de 6 anos, após o avó atirar três vezes contra a esposa e cometer suicídio, na manhã desta terça-feira (6), no município de Bela Vista, distante 322 quilômetros da Capital. Segundo a Polícia Civil, apesar da situação, a menina não chegou a presenciar o crime.

De acordo com o delegado Roberto Carlos Morgado Pires, responsável pelo caso, a criança estava no interior da residência, assistindo vídeos, quando tudo aconteceu. Ao sentir falta dos avós, ela saiu para procura-los.

“Eles tinham mais de 30 anos de casados, moravam sozinhos na residência, porém, a neta era deixada diariamente pela filha do casal e passava o dia, no local, enquanto a mãe trabalhava. Ela estava na casa, não chegou a ver o crime, porque estava dentro da residência, e o autor teria matado a esposa em um quintal nos fundos, em uma espécie de anexo ao terreno”, explica o delegado.

Após escutarem gritos da criança, vizinhos foram ao local e acionaram a Polícia Militar, que acionou a perícia.

Agora, a Polícia Civil apura situações que possam ter levado ao crime, sendo discussão por ciúmes a causa mais provável. “Filhos disseram que o casal teve uma crise no mês passado, chegaram a se separar. Os motivos desse rompimento não estão muito claros, mas seria algo passional”, conta Roberto.

Inclusive, na ocasião da crise, o casal chegou a se separar por uma semana, mas reataram a relação. Nesta segunda-feira (5), uma nova briga teria ocorrido, segundo relato de familiares à polícia. Já nesta terça, dia do crime, a filha do casal foi até a casa, deixou a menina com os avós e saiu para trabalhar. Pouco tempo depois, policiais militares estiveram em seu local de trabalho comunicando o ocorrido.

Disparos – De acordo com as primeiras análises periciais, Brasineide, também conhecido como Neide, foi atingida por três tiros, dois na cabeça e um no ombro. Já o tiro que provocou a morte de Azenor foi disparado contra a cabeça.

A arma usada no crime, calibre .38, foi apreendida pela polícia. Segundo o delegado, possivelmente, o revólver não pertencia ao autor dos disparos, já que os filhos relataram desconhecimento sobre a arma.

Com informações: Campograndenews

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios