Policial

REGIÃO: Morre jovem de 20 anos baleada em emboscada armada por ex-marido

Dois meninos de um e três anos de idade ficaram órfãos nesta quarta-feira (2). Eles são filhos de Vilma da Silva Ramos, que estava internada na UTI da Santa Casa de Araçatuba, cidade distante 149 km de Três Lagoas, desde o dia 22 de novembro, quando foi baleada na cabeça e na perna por um grupo de pelo menos três pessoas, entre elas o ex-marido e pai do filho mais novo dela. Os suspeitos foram presos.

De acordo com o que foi registrado no boletim de ocorrência, na noite de 22 de novembro, Vilma e o namorado, de 28 anos, estavam no carro dele em uma rua paralela à avenida do bairro Concórdia, onde há uma grande concentração de pessoas e veículos nos fins de semana.

Foi quando dois carros cercaram o veículo do casal. Vilma tentou sair, mas foi atingida por dois tiros, na cabeça e na perna, e ficou caída no chão. O namorado dela também foi baleado de raspão na lateral da cabeça e no ombro. Ele ligou o carro e foi até um posto de combustíveis no cruzamento das avenidas Baguaçu e Pompeu de Toledo para buscar ajuda.

Naquele momento, a polícia já tinha socorrido a jovem. O namorado dela também foi levado para o hospital e identificou os autores da tentativa de homicídio. Segundo ele, em um dos carros estavam o ex-marido da vítima e a atual mulher dele, de apenas 18 anos. Já no outro veículo, estavam dois homens que seriam funcionários do ex-marido de Vilma em um esquema de tráfico de drogas. Ainda segundo o homem baleado, quem teria apertado o gatilho seria um dos funcionários do ex-marido de Vilma.

A polícia foi até a casa do ex-marido, que acabou confessando o crime. Ele disse que o motivo foi ciúmes, pois não queria que Vilma tivesse outro relacionamento. A mulher dele, de 18 anos, também foi presa. Um terceiro envolvido no crime também está preso. Ainda faltam esclarecer quem realmente deu os tiros e se outras pessoas participaram da emboscada.

Com informações: Jornal Impacto

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios