Policial

ESTADO: Um pisou e outro enforcou, confessa dupla que matou parceiro de cela na Unei

Dupla de adolescentes que matou companheiro de cela na Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, na noite de sábado (31), disse em audiência de custódia que o crime foi cometido para revidar xingamentos e agressões da vítima. Em depoimento, um deles contou como se dividiram para conseguir matar a vítima. Enquanto um batia, o outro enforcava.

O primeiro menor de idade confessou a participação no crime, mas não deu detalhes de como tudo aconteceu, disse apenas que teria apanhado da vítima, que havia chegado na unidade  dois dias antes de ser morta.

O outro envolvido, contou ter presenciado a briga dos outros dois parceiros de cela e confirma versão de que o garoto morto teria agredido e xingado o companheiro. Segundo ele, depois de decidirem matar, enquanto um pisava em cima do corpo da vítima, o outro a enforcava com uma toalha de banho.

Eles vão responder por ato infracional equivalente ao crime de homicídio qualificado por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

O Caso – A confusão ocorreu por volta ás 20h30 de sábado (31) . O adolescente morto estava internado na unidade desde a última quinta-feira (29).

Conforme informações da direção, não houve brigas ou alterações entre os adolescentes nos dias e momentos que antecederam os fatos.

O adolescente foi enforcado com uma toalha. De acordo com o boletim de ocorrência, registrado na Depac Cepol (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), os agentes de segurança socioeducadores faziam rondas quando ouviram barulhos de uma ala chamada “CT”.

No alojamento, encontraram o corpo da vítima e os adolescentes afirmaram que “não havia dado certo ficar com aquele guri ali”. O Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência) foi chamado e o médico atestou o óbito

.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios