DestaquePolicial

Adolescente que foi morto ao tentar assaltar PM em Três Lagoas tinha 40 passagens pela polícia

O adolescente de 17 anos, que foi morto ao tentar assaltar, na companhia de um comparsa, policial militar da Força Tática, na Vila Haro, em Três Lagoas, na madrugada do último sábado (dia 27), tinha 40 passagens pela polícia. Segundo informações, a dupla pode ter sido responsável por uma série de assaltos realizados na cidade.

Conforme informações, o adolescente, natural de Jataí, Goiás, conhecido como Beicinho, era fichado desde 2017, quando tinha 14 anos, por atos infracionais como: furto, ameaça, dano qualificado e tráfico de drogas. Ele aparece no sistema da Polícia Civil 40 vezes, duas delas como testemunha, e o restante como adolescente infrator.

No dia em que tentou assaltar o policial, o adolescente era passageiro de uma motocicleta. Após o policial disparar, o piloto fugiu deixando a moto para trás. Foi apurado que a motocicleta utilizada pelos criminosos era a mesma que havia sido furtada na tarde da última quinta-feira (dia 25) de uma funcionária do comércio.

Caso – À paisana, o policial estava retornando de moto para a residência onde mora, quando reduziu a velocidade da motocicleta para passar por um quebra-molas. Nesse momento, o adolescente e um comparsa, que também estavam numa moto, abordaram o militar.

O adolescente desceu da garupa da motocicleta armado com uma garrucha, anunciando o assalto. Ao perceber o risco, o policial revidou com três disparos que acertaram o tórax e o abdômen do garoto. Mesmo ferido, o adolescente tentou fugir, mas caiu no chão após alguns metros. O militar ainda deu voz de prisão ao piloto da moto em que o adolescente era passageiro, porém ele conseguiu escapar pulando muros das residências. O garoto ferido chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Suspeito que aparece em câmeras de segurança no dia em que a motocicleta foi furtada (Foto: reprodução / Rádio Caçula)

Com informações: Campograndenews

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios